Eu quero: coturno

Não sei se acontece com todo mundo, mas às vezes eu passo a vida sem determinada coisa, e de uma hora pra outra, descubro que não dá mais pra seguir a diante sem ela. Dramas à parte, não sossego enquanto não arremato!

O desejo dessa vez é o coturno. Sempre virei as costas pro calçado, até que vi uns modelos bem lindos na minha última viagem e bateu a vontade. Como eu já tinha estourado todos os limites de compras, deixei pra lá. Mas aí cheguei no Brasil e o danado continuou me perseguindo. A cada dez looks que vejo por aí, seis são com coturno, e eu morro de amores por todos eles!

 

 

Nas minhas andanças pela web, acabei encontrando opções com preços super acessíveis, além de jeitos bem variados de usar, o que é MUITO importante: me corta o coração comprar qualquer coisa e deixá-la esquecida em um canto qualquer. A gente tem que fazer valer cada centavo investido!

Além de descobrir minha paixão por coturnos, descobri também que eles ficam bem com várias combinações: saias, shorts, calça de couro (ou legging), vestidos e jeans. Como o calçado é pesado, dá pra criar um contraste super bacana em looks com uma pegada mais fashion ou romântica.

 

 

Já elegi o meu modelo preferido – esse da foto no topo do post – mas tô numa dúvida cruel entre o preto e o marrom. Sugestões pra ajudar essa libriana indecisa?

 

Além do instagram

De uns tempos pra cá, o instagram – já segue o @popglam? – tem se tornado o brinquedinho preferido de muita gente. Eu, particularmente, fico mais fã a cada dia. Bom demais poder acompanhar instantaneamente  o lifestyle de gente que a gente gosta e admira, né? Genial a ideia de clicar um momento, turbinar com filtros e apps (minha parte favorita), compartilhar com um monte de gente e eternizar aquele clique!

 

Mas, e depois?

 

Já vi imagens tão lindas na rede que mereciam virar um quadro. Tempos atrás, alguém teve a sacada de transformar os cliques em ímãs de geladeira e essa semana eu decobri um site que faz mais um monte de coisas legais com os quadradinhos que a gente vive curtindo. Ó só:

 

 

O Printstagram é um site gringo e super funcional. A gente passeia por lá e vai montando os produtos da forma que desejar. Os preços são bem justos e eles entregam no Brasil, mas vale usar as ideias pra produzir alguns itens numa gráfica pertinho de você! Adorei as photo strips (1 e 3), todas as opções de calendários (2) que eles oferecem e esses minibooks (4) super fofos!

 

 

Tem várias opções de cartões e até cartelinhas de adesivos. Adorei a ideia dos cartões pra um evento específico (tipo um convite de aniversário) ou uma lembrança de um momento legal entre amigos.

 

 

Olha a lindeza desse save the date (9) e a delicadeza do tiny book (12) que é minúsculo no tamanho, mas gigante em significado, né? Meu produto preferido no site, sem dúvidas! A qualidade da impressão é excelente e esses pequenos livrinhos são vendidos em trios (com 24 fotos cada) pela bagatela de $ 10. Muito bacana, né? Ah, ainda são magnéticos, pra quem quiser decorar a geladeira!

 

Já tô cheia de ideias pra produzir meus tiny books!

 

Metal Glam

Preparem os seus corações (e os bolsos também), pois o frio chegou! O que significa que, a partir de agora, a gente não apenas vai ver – nas vitrines e nas ruas – um monte de roupas lindas e sofisticadas, mas vai poder usar tudo sem medo de derreter por aí!

Eu AMO o verão. Adoro o clima, o astral, o humor das pessoas, o céu limpinho e azul. Mas quando o assunto é moda, eu admito que a minha cartela de cores é totalmente invernal. Principalmente neste inverno, onde o metalizado promete vir com tudo! Amantes de brilho: se joguem!

 

 

Amor, amor e amor. Não dá pra pensar em outra coisa diante dessas saias. Eu prefiro as longas, mas dá pra apostar nos cumprimentos menores (com meia calça, botinha, imagina que lindo!).

 

 

Vocês bem sabem da minha queda por lamê. Coisa justa: o tecido é baratinho demais da conta, fácil de encontrar, tem em dourado, prata, grafite, ouro velho… E olha que lindo o efeito que dá! Pras saias longas, nem precisa mandar plissar, fica lindo de qualquer jeito e qualquer costureira dá conta do recado!

 

 

Pras versões curtinhas acho muito legal o modelo plissado, quase imprescindível mesmo.  Também dá pra usar lamê ou qualquer outro tecido mais estruturado. Muito glamouroso esse último modelinho, né? Quero uma midi assim!

 

 

Nos lugares onde o inverno só “faz de conta”, os shorts são uma ótima opção. Aquela coisa de chiquezinho e prático, glamour despretensioso, sabe?

 

 

Aproveita pra tirar do armário aquele modelinho de paêtes que você comprou lá atrás e experimenta usar com blazer e salto, numa composição mais arrumadinha, que tal?

 

 

Por fim, as calças! Quem é muito básica pode torcer o nariz pra peça, mas ela traz a enorme vantagem de dispensar um capricho maior no restante da produção. Pensa só: com uma calça metalizada, a gente só precisa de um salto e uma camisetinha, tudo em tons sóbrios, por que a calça já reina sozinha, né?

 

 

Faz tempo que eu sonho com uma calça prateada, e aí me aparece essa moça da primeira imagem! Prata com branco é o combo mais chique do universo, né? Já tenho o blazer, a regata e a vontade de usar, só falta achar uma calça pra chamar de minha!

 

E aí, meninas? Prontas pra brilhar?

 

Eu quero: botinha de cano curto

Eu já falei dessas botinhas por aqui, e até garanti um modelo pra chamar de meu, mas as marcas têm caprichado tanto nas suas coleções de inverno que não há coração que se mantenha estável diante dos lançamentos!

 

 

O que era pra ser um calçado básico, confortável e comportadinho, veio cheio de estilo e atitude nessas últimas coleções. Tachinhas, brilho, spikes e me diz se a gente precisa de um saltão pra ficar poderosa?

 

Esses foram os quatro modelos que me conquistaram até agora! A bota Schutz é linda (tem também a versão dourada), mas nada foi tão arrebatador quanto esse detalhe dourado glamouroso que a Carmen Steffens incluiu na botinha preta clássica.

Doida pra ir na loja e experimentar essa belezinha no pé! Fico aqui, suspirando, imaginando todas as formas de usar essa coisa linda. É amor, gente. Amor!

 

Pra vocês, os meus melhores desejos de Natal!

 

 

Já é quase Natal, minha gente! A vida anda corrida do lado de cá (nessa época, quase impossível ser diferente, né?), mas eu queria muito vir aqui e desejar tudo de mais bonito pra vocês nesse Natal.

Que haja paz, acima de tudo. Que vocês estejam perto das pessoas que amam, e que lhe são importantes. O que não importa é o tamanho da ceia ou a quantidade de presentes, desde que haja amor. Se o seu Natal vai ser rodeado de gente, ou uma noite a dois, que seja lindo.

Que você possa viver esse momento com saúde e, na ausência dela, aproveita pra fechar os olhos e pedir com fé pra que ela lhe seja dada. E será!

Que todas as dores do seu coração sejam amenizadas, e que você tenha sabedoria e paciência pra lidar com elas, porque não importa o quanto doa, vai passar (palavra de quem entende do assunto).

Que a gente seja capaz de entender, da forma mais genuína possível, que Natal é amor, e que – independente das nossas crenças – possamos praticar esse sentimento.

Eu desejo, de todo o meu coração, que vocês tenham uma noite linda, exatamente como cada uma de vocês imaginou. Lembrem-se de que a gente não precisa estar em uma grande festa, desde que haja festa dentro da gente.

Então coloquem a música mais bonita pra tocar no coração de vocês, ponham a alma pra dançar e agradeçam. Primeiro porque a gente sempre tem muito a agradecer (mesmo que não se dê conta) e, caso tudo esteja dando errado, pode acreditar que é só uma questão de tempo, vai dar certo!

 

Feliz Natal!