Bases para pele oleosa

Já perdi as contas de quantos posts fiz sobre bases indicadas para peles oleosas, mas como eu vivo em busca da base ideal e sempre tem alguém me pedindo sugestões, acho que vou falar desse assunto até ficar velhinha!

Pois bem, depois de experimentar uma infinidade de opções de produtos, faz tempo que eu tenho usado essas três, e vou falar de forma bem enxuta sobre as principais características e benefícios de cada uma.

 
 

A base Timewise da Mary Kay tem um ótimo sensorial. É super sequinha, não tem cheiro e oferece cobertura média. Ela se comporta tão bem na pele que a gente tem a impressão de não estar usando nada. É a minha preferida pro dia a dia, sobretudo nos dias mais quentes. Uso a cor Beige 4, e o tubinho deve estar custando R$ 60, em média.

 

Desde que eu descobri a Colorstay da Revlon parei de comprar a base Dior. O valor é muito mais acessível (custa R$ 80, em média) e os benefícios são muito parecidos. Ainda acho que a Colorstay dura mais tempo na pele, pois dá um trabalhão pra remover! Ela oferece cobertura alta e também deixa a pele bem sequinha. Aliás, existem duas versões: pele normal/seca e pele mista/oleosa. Uso a cor 210 e sempre que alguém me pede uma sugestão de base, essa é a minha primeira indicação, pois a variedade de tons é imensa e ela cumpre muito bem o seu papel.

 

Amor verdadeiro, amor eterno. O que dizer de uma base que cobre até tatuagens? A Dermablend da Vichy parou de ser comercializada no Brasil por muito tempo, mas agora ela está de volta! Essa base é mágica, maravilhosa, incrível! Indicada pra quem realmente precisa de uma cobertura alta, ela apaga as machas da pele e disfarça muito bem as demais imperfeições. Ideal pra ser usada a noite ou em ocasiões que a gente precisa de um reforço extra! Custa cerca de R$ 140. Uso a cor 25 (nude).

 

Caso vocês queiram saber mais sobre alguma delas, ou sugerir uma base ótima que deveria estar nessa lista, mandem ver nos comentários!

As melhores bases para pele oleosa

Eu já falei um bocado por aqui de bases pra peles oleosas, mas como a gente tá sempre experimentando produtos novos, achei que seria bom atualizar o assunto.

Além disso – acho que por causa desse calorão – muitas meninas têm perguntado sobre esse tipo de produto, dicas de compras, etc. E se existe uma coisa sobre a qual eu tenho total propriedade pra falar, infelizmente, é oleosidade da pele.

Minha pele, além de mega oleosa, é muito resistente. Quando eu digo muito, é muito mesmo. Num nível que nem o Roacutan conseguiu afetar (sabe aqueles efeitos colaterais dos quais todo mundo reclama? Senti nadinha!), então mesmo com o uso constante de ácidos e cremes específicos, a oleosidade continua aqui.

Isso me leva a comprar muitas maquiagens diferentes, e eu já usei várias bases desde que me entendo por gente, mas essas aqui sempre têm o estoque renovado na minha bancada, e antes mesmo de ver o potinho secar por completo, já deixo outro pronto pra substituí-lo.

 

 
 

DiorSkin Nude – Uma delícia de base, o melhor sensorial do mundo! Cobre bem, segura o dia inteiro, tem cheiro bom e a gente não sente a pele pesar nadinha. Coisa rica mesmo, até no preço: R$ 200, em média.

 

Colorstay Oily Skin, Revlon – Tem quase os mesmo benefícios da Dior, aliás, acho que é uma ótima substituta, com algumas diferenças: a cobertura consegue ser um pouco maior, mas a fórmula é um pouco mais pesada, então a gente sente a base na pele, sabe como? Não tem cheiro de rica, mas não chega a incomodar. Dura o dia inteirinho na pele e nem uma boa esfregada com água e sabão é capaz de removê-la por completo. Haja demaquilante! Custa cerca de R$ 60 no Brasil e metade do preço lá fora, mesmo com a alta do dólar.

 

L’Oreal Matte Morphose – Essa entrou na lista de metida, porque ainda nem comecei a usar (mas já garanti a minha), mas pelo que dizem, é uma maravilha: se transforma em pó quando entra em contato com a pele e tem uma cobertura impecável. Resolvi incluir no post confiando nos depoimentos que li por aí. Além disso, o preço é camarada: R$ 70, em média.

 

Dermablend, Vichy – A tal base que cobre até tatuagem. A BFF das moças que sofrem com melasma. Experimenta jogar o nome da danada nas imagens do Google e olha a potência dela! Não fosse a dificuldade de encontrar o produto (só é vendida na Europa, não pode entrar no Brasil por restrições da ANVISA, diz a lenda), seria uma maravilha. O preço também é salgadinho, quase R$ 200, mas vale à pena.  Cobertura impecável com textura levinha. Um sonho, né?

 

Resumindo: a Dior é campeã no quesito “segurar a oleosidade”, pois ela não transfere e mantém a pele sequinha por horas e horas. A Revlon ganha no quesito durabilidade, porque não sai nem com reza forte. A Vichy tem a melhor cobertura de todas e a L’Oreal eu deixo pra classificar depois, quando tiver uma opinião formada, combinado?

 

Batalha de beauté – Corretivos

Como boa makeup addict, adoro produtos pra preparação da pele, e não resisto a um potinho de corretivo novo! E como o mercado tá sempre recheado de novidades, é comum a gente alternar os produtos e experimentar marcas novas, mas existem alguns corretivos que já estão comigo há um certo tempo, então resolvi reuni-los num post só, pra falar das principais vantagens e desvantagens de cada um.

 

 

Gosto tanto do corretivo da Revlon (linha Colorstay) que já vou no segundo tubinho. Ele tem uma textura bem levinha, ótimo pra usar no dia a dia. Não acumula nas linhas de expressão e tem cobertura média. O ruim é que não dura muito, sabe? Aqui o preço é bem salgadinho (R$ 59,90), mas lá fora a gente compra por cerca de R$ 20.

 

Um das minhas maiores surpresas foi o corretivo HD da Koloss. Além de durar muuuito (tô usando há tempos e o produto parece não sair do lugar), o preço é bem bacana: R$ 15,99 – aqui. Por trazer a tal tecnologia HD na fórmula, eu esperava uma cobertura incrivelmente intensa, o que não acontece. Embora seja alta, dá pra usar tranquilamente durante o dia. A coisa mais bacana desse produto é a textura. Apesar de ser bem sequinho, é fácil de espalhar e não deixa a pele com um aspecto estranho, sabe? Não sei como a marca conseguiu a proeza de fabricar um produto com toque tão sequinho e que cumpra tão bem o seu papel!

 

Esse é o meu xodó! O corretivo alta cobertura da linha Natura Una faz jus ao nome. É o produto ideal praqueles dias em que as olheiras estão gritando e a pele pede socorro! Muito bom também pra usar a noite, quando a gente precisa de uma maquiagem mais resistente. Ele não é tão sequinho como os demais, mas nada que uma camadinha de pó não resolva. O preço também é super justo (R$ 29,90 – aqui) já que é o tipo de produto que dura demais da conta, acho que a gente compra uma vez por ano e olhe lá!

 

Adoro os produtos da Yes! e acho que eles têm caprichado cada vez mais na sua linha de maquiagem. Esse foi o último corretivo a entrar pra família (por isso ainda não usei muito) mas acho que posso compará-lo ao da Revlon. Tem cobertura média e é facinho de espalhar. O preço é outro grande atrativo, já que o potinho (com muuuito produto dentro) custa R$ 15,95 – aqui.

Todos eles têm um cheiro tranquilo (nenhum deles me incomoda) e são fáceis de encontrar, por isso coloquei opções online pra todos. Caso vocês tenham outros “corretivos do coração” pra indicar, eu vou adorar saber!

 

PS: Imagino que vocês vão citar o da Tracta, então deixa eu dar meu parecer sobre ele: adoro a cobertura, mas a textura é cremosa demais pra minha pele oleosa. Usei durante anos, até descobrir essas outras opções e substituí-lo. Já as moças de pele mais sequinha, podem se sogar sem medo, ele é realmente muito bom!

 

No paredão: Os BBBs que a gente ama!

Nada de narizinhos torcidos, moças! O assunto aqui não é o reality da Globo, e sim aqueles produtos que toda beauté addict deve ter em casa. Fiz uma seleção com os produtinhos que são bons, super baratinhos e deixam a gente com a dignidade em dia. Pra entrar na lista só havia uma exigência: nada poderia custar mais de R$ 20. Todo mundo com papel e caneta em mãos?

 

 

O sabonete líquido da Lux é do tipo que a gente experimenta e nunca mais quer largar. Existem opções de fragrâncias pra todos os gostos (a minha preferida é a de morango) e todas deixam a pele muito macia e perfumada. Se você usar com esponjinha de banho, vai ver que a propaganda da marca é super verdadeira, e o produto rende mesmo muitos banhos!

Vivo repetindo que shampoo infantil é vida! Aprendi o truque com um expert e vi que realmente faz a diferença. Não importa a marca, use antes do seu shampoo preferido. Ele vai neutralizar o fio pra receber o produto específico pro seu tipo de cabelo e os resultados serão potencializados.

Remover a cutícula é coisa do passado! Desde que inseri o mira-cuticle na minha rotina de cuidados diários, dei adeus ao alicate. Recomendo todo mundo a fazer o mesmo!

As moças de pele oleosa não podem abrir mão dos lenços anti-brilho, que absorvem a oleosidade sem remover a maquiagem. Eu carrego sempre uma embalagem na bolsa.

Duvido alguém experimentar as ampolas da Pantene e não morrer de amor. É incrível como o efeito é imediato, e deixa os fios hidratados por muito tempo! São ótimas pra manter os cabelos saudáveis e pra usar quando os fios pedem socorro.

Uma dos maiores achados que já fiz na vida foi o batom nude da Elke. Que cor linda! Fica bem com qualquer make e combina todos os tons de pele.

Quem costuma passear por blogs de beleza certamente já ouviu falar do pó translúcido da Marchetti. O produto é um dos melhores que já experimentei, e me fez deixar de lado o blot da MAC.

As sombras Ricosti são outra pechincha, com uma infinidade de cores e uma qualidade surpreendente. Há a versão compacta ou em pó, que costumam ter um brilho lindo!

Eu ainda incluo na listinha o Shampoo Fresh da Tutanat (ótimo pra quem sofre com raiz oleosa e pontas secas), e as ampolinhas de vitaminas que a gente encontra em qualquer farmácia ou perfumaria, pra usar o truque que recupera os cabelos da noite pro dia, literalmente.

Agora deixo com vocês! Que produto ficou de fora e vocês consideram indispensáveis? Me ajudem a deixar essa lista super completa, plis!

Batalha de beauté: Batom fofo!

Não faz muito tempo que comprei o meu primeiro batom rosinha (depois de anos sem ter nenhum) e viciei! Como eu sei que esse é um vício comum – e com a chegada do verão a gente vai usar e abusar do tom – convidamos a modelete oficial do PopGlam (beijo, @allanythaysa!)  pra fazer umas fotos e eleger o rosinha mais fofo que temos por aqui!

 

 

Rosa Infinita – Natura

Esse pertence a uma edição limitada na Natura (linha Faces) e, apesar de parecer mais bonito no folheto (isso sempre acontece, né?) ele não faz feio ao vivo. Não é a coisa mais emocionante do mundo, mas fica legal prum make mais natural.

 

 

230 Intense Mate – O Boticário

Fiquei louca com essa coleção do Boticário. Depois de procurar em TODAS as lojas da cidade e não encontrar nenhum pra contar a história, acabei comprando o 230 em uma cidade vizinha. É um rosinha frio, com fundo lilás. Super mate, fiquei boba com a duração!

 

 

Nude – Elke

Sou só eu ou mais alguém acha que o Nude da Elke tá mais pro rosa? Pra mim, esse batom é super curinga, sabe? Vai bem em qualquer tom de pele, pra usar no dia-a-dia ou com um make super elaborado. Fica lindão de qualquer jeito, em qualquer boca!

 

 

 

Corretivo + Rosa Mania – Natura

Olha o truque! Eu ganhei esse batom (Rosa Mania, Natura Faces) e achei um rosa forte demais pra mim. Mas também achei que seria um desperdício deixá-lo no canto e experimentei usar com um pouco de corretivo. Pronto, virou meu favorito! Faço assim: Aplico um balm (faço isso antes de usar qualquer batom), depois o corretivo (pode ser qualquer um) e vou pincelando o rosinha até chegar no tom desejado. Você pode tentar com qualquer batom pink que tiver em casa.

 

 

Corretivo + Rosa Perfect Wear – Avon

Taí a prova de que a dica acima vale pra qualquer batom. Uso o mesmo truque com o batom líquido de longa duração da Avon e o resultado são lábios rosinhas que aguentam firme por horas e horas!

 

 

 

Overtime – MAC

Amor. Tem palavra melhor pra descrever esse batom, gente? Esse aí dispensa qualquer truque, é usar e sair linda! Hahahaha:) Sério, me apaixonei pelo Overtime a primeira vista (em um blog, claro!) e quando soube que, além de lindo, ele prometia longa duração, caí de amores pelo danado.

 

Mas me digam, qual destes mais agradou às senhoritas?