Eu uso: Charlie Brown

Sabe quando você se sente muito à vontade dentro de uma roupa? Quando cada pecinha usada descreve um traço da sua personalidade? Foi o que aconteceu com o look dessa semana!

Fui escolhendo as peças aleatoriamente e, ao final, me deparei com uma composição que me agradou bastante.

A camiseta foi mais um achado da seção infantil (sempre a minha parte preferida) das lojas de departamento. A saia de couro ecológico é uma das peças mais versáteis do meu armário, super feminina e moderninha. Não resisto a um brilho, então o cardigan de paetês deixou o combo mais charmoso. Pra produção ficar mais arrumadinha, usei a bolsa estruturada e sandália de oncinha.

 

 

 

 

 

Blusa: Riachuelo
Saia: Costureira
Cardigan: Costureira
Sandália: Gato&Sapato
Bolsa: Renner
Relógio: Casio

 
 

Retratos da semana

Passei tanto tempo sem sair de casa que essa semana eu comecei exagerando: fui ao shopping e me diverti fazendo vários achados! Um salve às etiquetas vermelhas de remarcação =)

 

 

Reservei outro dia pra acompanhar minha mãe nas compras. Ela anda reclamando que está muito desleixada com a aparência e nós fizemos uma espécie de “Esquadrão da Moda”, mas bem do nosso jeitinho: visitamos lojas de tecidos e aviamentos e fiz ela me prometer que, ao menos uma vez por mês, vai mandar fazer uma pecinha de roupa nova!

 

 “Amigos são como anjos que nos ajudam a voar quando, de alguma forma, as nossas asas fraquejam.” Eu desconheço o autor dessa frase, mas ela descreve perfeitamente a minha relação com Natália. Ela meio me visitar essa semana e, como sempre, me fez ser grata por ter a sua presença em minha vida!

 

 

No final de semana teve festinha infantil cheia de capricho, mais visita de amigos coisa boa é ter amigos, né, gente? cafezinho pra aquecer o coração e, pra encerrar essa semana movimentada, nos reunimos no domingo à noite em um encontro cheio de alegria e motivos pra comemorar <3

 

Eu uso: pantacourt

Todo mundo que acompanha o blog sabe que eu sou fã confessa das calças pantalonas e do comprimento midi, certo? Dada esta constatação, fico aqui me perguntando: por que eu demorei tanto tempo pra aderir às pantacourts?

São práticas, confortáveis, combinam com tudo e garantem uma fuga à mesmice. Eu comecei com um modelo de listras e logo em seguida providenciei essa preta que provavelmente aparecerá muito por aqui, já que eu consigo imaginá-la em dezenas de composições diferentes!

Tô adorando essa tendência! Quem aí também foi pega de jeito?

 

 

 

 

Blusa: Riachuelo
Calça: Costureira
Colar: Renner
Bolsa: C&A
Sandália: Gato&Sapato
Anel: Mimô
 
 

E não é que o blur foi parar num potinho?

 

Quando a Natura anunciou o lançamento do Blur Me, foi o maior alvoroço. Também pudera: todo mundo queria experimentar o produto que disfarça as imperfeições da pele e garante efeito instantâneo com acabamento mate e toque aveludado.

 

 

Dia desses recebi o produto em casa e não deu outra, me apaixonei! Com um cheirinho delicioso, basta aplicar um pouquinho pra que a pele fique lisinha, com toque aveludado e sem brilho, pronta pra receber muito melhor a maquiagem.

A marca recomenda, inclusive, o uso do produto ao longo do dia, sobre a maquiagem, quando a pele começa a mostrar sinais de oleosidade. Ainda não usei desta forma, mas acredito que deve funcionar muito bem, sobretudo se a gente usar um lencinho pra absorver o excesso de brilho antes de aplicar o produto.

 

 

Outra paixão tem sido a base Matific, que é realmente maravilhosa, em todos os aspectos. O cheiro é muito bom, a textura é excelente (super sequinha mesmo) a durabilidade e fixação são ótimas e o melhor: é como se a gente não tivesse nada sobre a pele. O pessoal da assessoria acertou o meu tom no alvo e eu não tenho usado outra base desde que recebi essa. É um produto incrível!

 

 

Como a Natura é uma empresa que pensa em tudo, eles lançaram também uma nova linha de pinceis, e eu recebi o modelo duo fiber da foto. As cerdas são bem macias e o cabo, além de lindo, é perfeito para aplicação dos produtos. Adorei!

 

Diário da reforma: quintal (parte I)

Eis o balanço atual da nossa reforma: a cozinha, lavanderia e banheiro externo estão okay. Agora, estamos trabalhando no quintal. A ideia é fazer dele uma extensão da casa, uma espécie de sala grande e aconchegante, pra receber as pessoas, fazer um happy hour, pra o almoço de domingo, e por aí vai.

 

 

Começamos cobrindo toda a área com um pergolado de madeira, assim a chuva nunca será problema – ao contrário, vai trazer um climinha gostoso – e não perdemos a claridade, já que usamos telhas de policarbonato (uma espécie de acrílico mais resistente, próprio para áreas externas). Essa etapa demandou muito tempo e dinheiro, deu um trabalhão danado, mas finalmente ficou pronta!

Compramos algumas mesas e cadeiras também de madeira. A ideia é usar apenas uma no dia a dia, pra que a gente tome café da manhã lá fora ou faça um lanchinho à tarde. Como são dobráveis e não ocupam espaço, as demais ficarão guardadas pra quando formos receber mais gente.

Haverá ainda um sofá grandão pra deixar o ambiente bem confortável, e enquanto ele segue empacotado esperando a hora de ir pro seu lugar, eu já comecei providenciando as almofadas. Escolhi esses modelos bem estampados e quero fazer uma composição com outras mais neutras.

 

Agora imaginem a ansiedade do lado de cá pra ver tudo isso pronto?