Retratos da semana

Um dos meus projetos pra 2015 era receber o ano novo de cabelo novo, então comecei a semana no salão de beleza. Ainda não mostrei por aqui nem no instagram (@popglam) e juro que não tô fazendo suspense, mas quero fazer um babyliss pra fotografar ele bem bonitinho :)

 

 

A Rishon adivinhou a mudança capilar e enviou reforços: a nova versão da Plástica Capilar Tutanat, que eu vou usar logo, logo. Já senti o cheirinho dos produtos e achei uma delícia! Como eu sou fã da versão original, sei que vou amar essa com óleos preciosos!

Há um tempo o Coletivo Lombrare fez uma ação bacana, pedindo que as pessoas enviassem trechos das suas músicas preferidas pra que eles criassem os lambes e espalhassem essas lindezas pela cidade. Eu enviei essa frase da música do Cartola (adoro ouvir na voz de Cazuza) e fiquei muito feliz não só pela produção do cartaz, mas principalmente pela reação das pessoas. <3

 

 

O final de semana chegou rápido por aqui, começou e terminou de um jeito que eu adoro: com programinhas a dois. Eu e Dieggo saímos na sexta à noite e fechamos o domingo com filme e pipoca, uma delícia!

Nesse meio tempo, fiz pulseirinhas novas e uma customização que logo aparece por aqui.

 

Mais duas semaninhas e estaremos em 2015. Ô tempo pra correr!

 

Eu uso: saia de tule

Esse blog tá tão abandonado que daqui a pouco vai pra adoção! Acontece que se você une a correria típica do último mês do ano + uma casa em reforma + muito trabalho + projetos pessoais inadiáveis, fica claro que não há de se ter muito tempo livre pra internet, né?

Eu tenho feito um esforço danado pra manter a vida em ordem – ou o mais perto que eu consigo chegar disso – e ainda assim não abrir mão de fazer as coisas que eu gosto e que alimentam a minha alma. E antes que me interpretem mal: não tô reclamando dessa bagunça toda, viu? Só peço um bocadinho de gentileza e compreensão com a escassez de posts por aqui =)

 

Mas, falando em post e em coisas que eu gosto, falemos de look! O dessa semana é mais um daqueles cheinhos de amor.

Há milhões e milhões de anos eu falei sobre as saias de tule por aqui. Na época eu procurei um bocado, mas não consegui comprar ou mandar fazer tal saia. Até que, dia desses, recebi um pacotinho do Atelier Praxedes e adivinha o que tinha dentro?

Usei a saia com a tee super fofa da Club Camiseta, em um daqueles looks confortáveis, mas com muita personalidade.

 

 

 

 

 

 

T-Shirt: Club Camiseta
Saia: Praxedes Atelier
Colar: Caus
Bracelete: Renner
Sapatilha: Gato&Sapato 
 
 

Depois de você

 

Eu morreria por você. Eu pintaria o cabelo de verde, faria uma tatuagem qualquer, pularia do vigésimo quinto andar.

Eu mudaria de cidade, de país e de estado civil. Eu poderia aprender a cozinhar ou a falar alemão. Eu faria qualquer coisa, se você prometesse segurar a minha mão e nunca mais largar.

Eu te amava de um jeito tão bonito.

Eu falava “eu te amo” várias vezes por dia, mas você nunca me levou a sério. Você dizia que me amava, repetia que eu era sua e ria de todas as minhas bobagens, mas você nunca nos levou a sério.

Eu fingia não me importar e ignorava todas as suas aventuras amorosas. Eu tinha tanto medo de estragar o que havia entre a gente, que fingia estar em paz com aquela covardia travestida de liberdade.

Eu queria te manter por perto, então nunca te pressionei contra o muro, mas você fez questão de construir um muro entre a gente.

Eu aceitei o seu silêncio e passei um longo tempo sozinha do lado de cá, imaginando como estaria a sua vida do outro lado. Por não te ter por perto, eu aprendi a prestar atenção em outras coisas, outros lugares, outras pessoas.

E eu, que pensava não haver nada além de nós dois, descobri que havia um mundo inteiro esperando pra ser abraçado. Depois de você, eu experimentei muitos outros abraços.

Um deles, em especial, me fez sentir segura e confortável de um jeito que você nunca foi capaz.

Ontem, ao te ver na rua depois de tantos anos, tantos planos e tantos desencontros, eu não senti saudades. Não senti as pernas bambas, nem o coração acelerado. Não fiquei nervosa, não quis te abraçar, nem me importei em saber como você estava.

Ontem, ao te ver na rua, eu me senti grata pela liberdade que você me deu. Você me mandou embora da sua vida e não se importou em saber como eu iria conduzir a minha.

E então eu me dei conta de que superei não só as minhas, mas, principalmente, as suas expectativas.

Acho que eu fui a melhor coisa que aconteceu na sua vida, e, a julgar pelo modo como me olhou, você também acha.

 
 

Escrevi esse texto pra alguém que precisava ler estas palavras, e que certamente se reconheceu em vários trechos. Acredite, meu bem: não importa o quanto esteja doendo agora, prometo que vai passar.
 
 

Era uma vez uma moça que nunca usava relógios…

…Até que ela passou a ver um certo charme nos pulsos enfeitados com um toque retrô e essa história começou a mudar.

 

 

Quem me conhece sabe que no sé preparar café y jamás uso reloj. (E sou fãzona da Shakira!).

Existe algo entre o tamanho da minha mão e a largura do meu pulso – desproporcionalmente falando – que sempre me impediu de enfeitar esse espaço. E aí você deve achar estranho, e se perguntar: com tantas outras coisas pra me incomodar nessa vida, eu fui cismar com esse pequeno detalhe? É. Fui.

Adoro anéis, mas sempre evitei pulseiras, relógios e braceletes. Até o dia em que esbarrei em uma imagem no instagram onde uma moça usava um mix de pulseiras e um modelo vintage do relógio Casio. Não sei se foi a forma como ela combinou tudo (inclusive o esmalte) ou se foi qualquer outra coisa oculta naquela imagem que me chamou a atenção, mas a verdade é que desde então eu passei a simpatizar com o tal reloginho!

 

 

Desse dia em diante, ele começou a me perseguir e, onde quer que eu olhe, volta e meia me deparo com uma combinação pra lá de interessante entre o tal relógio e vários outros acessórios. Fiquei contente ao ler esses dias que a peça é o it-acessório da temporada. Coincidência ou não, resolvi experimentar!

 

 

Comprei um relógio e tenho pensado em alguns modelos de pulseiras do meu agrado. Quero muito dar um pulo em uma loja de montagem de bijuterias e comprar dezenas de materiais pra fazer minhas próprias pulseiras e braceletes. Se ficarem legais, mostro tudo por aqui depois!

Vejamos se eu consigo aderir à tendência ou se seguirei fiel à letra de inevitable :)

 

Unhas metalizadas

Já falei por aqui, e  as vitrines por aí comprovam que o metalizado é uma aposta certeira pra próxima estação: nas roupas, acessórios, maquiagem e unhas, vamos ver todo mundo espalhando glamour por aí!

 
 

 
 

A gente entra no embalo agora, com as festas de final de ano. Aliás, eu não resisto a usar detalhes assim nos looks de Natal e Reveillón, já virou tradição!

Com a moda cada vez mais acessível e democrática, fica fácil aderir à tendência: não é de hoje que as marcas nacionais investem em tons metálicos, e a variedade de opções está cada vez maior.

Então se você já decidiu a roupa, cabelo e make que serão usados na virada, é hora de escolher um tom metalizado pra usar nas unhas, e garantir muito glamour pra o ano novo!

 

Todo mundo animado pro réveillon?