Meu lar é seu, pode entrar!

Adoro aquela música de Biquini Cavadão que diz: “minha casa é o meu reino”, porque acho que o nosso canto realmente é a soma de tudo o que a gente é. 

Pelo visto, tem mais gente que compartilha desse pensamento, taí a Débora Viana, designer de moda que abandonou o Direito e resolveu investir na criação da sua marca, a Céu de Loucos.

 

 

Repara no que Débora tem pra contar: 

 

“O meu desejo de construir, de criar peças de roupas, cheias de poesia, de amor, de desejo de espalhar o belo pelo mundo, nasceu de uma passagem longa por um período cinzento, onde a violência imperou, onde a doença da alma tornou aguda a doença do corpo e tudo parecia uma descida sem fim.”

 

Quando parecia ser impossível seguir em frente, ela encontrou no curso de Design de Moda a leveza que curou tudo o que doía, voltou a costurar, aprendeu a desenhar e expressou o seu desejo de bem viver nas peças da sua primeira coleção, cujo tema é o título desse post. 
 

 

Ela conta que a coleção começou a nascer a partir da concepção de que o seu lar é o seu reflexo, pois tudo nele reflete o que ela é intimamente.

A inspiração vem desde o simples desenho de criança até a arte, e o desejo de Débora é que cada roupa fique guardada para sempre no coração de quem a vestir e que possa passar de geração a geração, como um objeto de valor afetivo.

Eu adoro roupas que contam histórias, já falei isso milhões de vezes por aqui, e a Céu de Loucos tem essa preocupação: deixar claro que as peças não são apenas roupas, são representações de quem as usa.

 

As peças são todas lindas e cheias de poesia. Vocês podem ver mais através do @ceustore ou na loja virtual da marca.

 

Pras amantes de música

Eu raramente falo sobre aplicativos e gadgets por aqui, por um motivo simples: sou tão boa em tecnologia quanto em física quântica!

Mas como eu descobri recentemente um aplicativo muito legalzinho, acho que vale à pena compartilhar. Ainda tô longe de explorar todas as suas funcionalidades, e talvez nem seja novidade pra muita gente, mas eu prefiro pensar em quem, assim como eu, não é lá muito ligada nessas coisas e vai gostar de saber sobre. Ah, o app chama 8tracks, está disponível – gratuitamente, êba! – pra android e iOS.

 

 

Funciona basicamente como uma rádio online (a gente precisa estar conectada pra usar), mas tem todos os artistas/álbuns/estilos disponíveis lá dentro. É bem fácil de usar: a gente pode pesquisar por artista, música ou estilo musical e aí ele lista algumas playlists.

Mais que um aplicativo, o 8tracks é uma rede social (com toda aquela coisa de curtir, compartilhar e comentar) e funciona mais ou menos assim: a gente faz o login e aparecem algumas tags com diversos temas como: gêneros músicas, estações do ano, etc. Então, é só escolher de acordo com a sua preferência, e eles sugerem alguns álbuns relacionados ao tema.

 

Na hora do cafezinho, por exemplo, Dieggo – que costuma plugar o tablet a uma caixinha de som – joga lá o tema “coffee break” e a gente sempre senta à mesa embalado por uma musiquinha boa!

 

Mix de anéis

Eu sou uma apaixonada por anéis, cês bem sabem! Adoro misturar os tamanhos, modelos e estilos, e sempre tive uma queda por anel grandão, porque acho que basta um acessório assim pra gente dar uma incrementada na produção sem muito esforço. Experimenta pra ver: por mais básico que seja o look, quando a gente inclui um acessório de peso ele ganha mais atitude no ato!

 

 

Mas aí vieram os anéis mais delicados e agora eu tô apaixonadinha! Há uns meses atrás, visitei algumas lojas de bijuterias em busca de alguns modelos, mas não encontrei nadinha. Vou fazer uma nova busca essa semana, quem sabe não dou mais sorte? Como é comum pelas bandas de cá, algumas tendências demoram um pouquinho mais pra aparecer nas prateleiras das lojas, mas como esse final de semana eu encontrei algumas opções na Renner (viram os achados que eu postei no @popglam?) acho que a coisa tá esquentando…

 

 

Pra fazer a sua festa de anéis, a regra é clara: quanto mais delicados forem os modelos, e maior a quantidade, melhor!

O resultado é um mix moderninho e cheio de estilo.

 

Eu uso: conforto, leveza e um cabelo novo

Conforto. Palavrinha mágica, essa! Já repararam que quando a gente está confortável dentro de uma roupa, ou em um ambiente confortável, ou ainda, em uma situação confortável, a vida inteira fica bem mais leve?

Foi o que me aconteceu essa semana. Usei a saia longa vermelha que já apareceu por aqui uma vez – em um look que rodou por aí nessa blogosfera sem fim, o que me faz pensar alegremente que a peça agradou não só a mim – combinada com uma blusa de listras, porque listras são sempre bem-vindas.

Composição simples, sem acessórios pesados ou muita informação, porque eu queria vestir uma roupa leve, condizente com o meu estado de espírito. Saí de casa e fiz tudo o que tinha que ser feito. No caminho de volta, me deparei com esse muro lindo e pedi pra Dieggo parar o carro pra fotografar a roupa. O lugar tava bem deserto, o que me deixou super a vontade pra fazer não uma, não duas, mas várias fotos!

Por isso o post de hoje vai ser assim: bem recheado! Aproveito pra mostrar o meu cabelo novo, com cor e corte renovados. Eu tô adorando o cabelo mais curtinho, o volume que o babyliss me dá e acho que essa mudança exterior reflete um tanto de coisas novas que estão acontecendo do lado de dentro. Mas a gente conversa sobre isso depois, combinado?

 

 

 

 

 

 

 

Blusa: Costureira
Saia: Costureira
Anel: Hypnose
Bolsa: Presente
Cinto: Caus
Sandália: Top Vision
 
 
 

Rodada de Negócios da Moda Pernambucana

 

Durante a próxima semana Caruaru vai sediar a 18ª Rodada de Negócios. O encontro acontece no Polo Caruaru entre os dias 20 e 22 de agosto, das 09h às 19h. 

O evento espera aquecer os negócios de quem fabrica e expõe, com compradores de todo o Brasil – expectativa de 300 convidados chegando a mais de 500 com os espontâneos da região.

A Rodada de Negócios da Moda Pernambucana tem como objetivos fortalecer o estado como polo produtor de moda e vestuário e uma opção de fornecimento para redes varejistas em todo o País.

Os 120 expositores do estado de Pernambuco colocarão à disposição mais de 4,5 mil itens expostos em oito segmentos: moda masculina, feminina, infantil, jeanswear, bebê, íntima, surf, streetwear e praia & fitness.