DIY – Destroyed Jeans


 

O jeans detonado está com tudo – quanto mais desgastada for a peça, melhor! – e permite uma infinidade de combinações. Dos looks mais despojados (com tênis e camiseta, por exemplo) aos mais femininos, quando a gente equilibra a rebeldia do jeans com peças mais sofisticadas, como camisas, acessórios poderosos e saltos nas alturas!

O mais legal dessa tendência é que a gente nem precisa correr na loja pra garantir a peça da vez. Basta dar uma garimpada no armário que vai ser fácil encontrar um jeans pronto pra ser customizado. Existem várias maneiras de deixar o jeans com essa carinha surrada, mas eu quero compartilhar com vocês uma que dispensa um monte de ferramentas e não leva nem dez minutinhos.

 

Esqueçam as lixas, lâminas e dedos doloridos. Tudo o que a gente precisa aqui é de lápis, tesoura e uma pinça. Bora lá?

 

 

1. Vista a calça e, diante do espelho, marque os lugares onde você quer fazer os riscos. 2. Segure o jeans e faça um cortezinho bem no meio do traço. 3. Com a tesoura, abra toda a marcação que você fez. 4. Agora é só pegar a pontinha da pinça (apenas um lado) e puxar os fios, na parte superior e inferior do corte.

 

 

Taí a minha calça pronta! Notem que eu peguei leve nos cortes, porque o jeans vai ficando cada vez mais detonado com o uso e, principalmente, com as lavagens. É bom contar com isso na hora de partir pro ataque com a tesoura, afinal, é mais fácil fazer novos cortes ao longo do tempo do que consertar os exageros.

Agora é só se divertir montando várias opções de looks com a sua nova calça velha :)

 

Encontro da Moda&Estilo – os bastidores

Tenho tanta coisa pra mostrar sobre o encontro promovido pelo Polo Caruaru, que resolvi dividir em dois posts. O evento aconteceu na semana passada (quinta e sexta) e toda a experiência foi uma festa pra mim! Adorei conhecer de pertinho os leitores do blog – tinha gente de várias cidades vizinhas, ó que delícia! – e estar ao lado de profissionais incrivelmente talentosos. Sempre digo que a melhor parte de eventos assim são os encontros que eles promovem. A gente consegue fazer amizades que quer levar pro resto da vida, né? E eu tive a sorte de fazer algumas delas nesses dias!

 

 

Quero agradecer a todo mundo (mesmo!) pela receptividade, pelo carinho e apoio. Saber que tanta gente boa conhece, gosta e acompanha o que a gente mostra do lado de cá é o que faz com que a gente queira fazer tudo no maior capricho, sempre.

 

 

Pra ver um pouquinho do que aconteceu nos bastidores do Encontro, o bate papo com Camila Coutinho – que é incrivelmente simpática e educada, o que explica seu sucesso imenso – e a simpatia de quem apareceu por lá, é só apertar o play aí embaixo. Clica na engrenagem e escolhe ver em maior qualidade que vale à pena. O vídeo é curtinho, mas dá pra ver o quanto foi legal!

 

 

Retratos da semana

 

Essa semana recebi mais um presente de aniversário cheio de significado: ó que linda a máquina de escrever que ganhei do marido! Dieggo vive dizendo que eu deveria escrever um livro – quem me dera!, então comprou a maquininha (sabe aquelas que vêm em uma maletinha?) pra me inspirar. Coisa linda, né? Fiquei tão encantada com o gesto, e sou tão apaixonada por objetos vintage, que fiquei mega feliz com o presente. Já imagino ela linda na nossa salinha de leitura, que um dia há de ficar pronta!

Quem acompanha o blog sabe que esses dias eu participei de um evento muito legal, junto com Camila Coutinho, do Garotas Estúpidas. O Encontro da Moda&Estilo aconteceu quinta e sexta-feira e eu adorei tudo: escolher os looks pro desfile, a organização e a dinâmica do evento e, principalmente, o carinho que recebi por lá! Vou mostrar todos os detalhes em breve e vocês vão ver o quanto foi bacana!

 

 

Uma semana depois do meu aniversário e ainda tem presentes chegando por aqui! Incrível como esse ano as pessoas acertaram nas escolhas, viu? Ganhei tanta coisa legal! Adorei tudo :)

Falando em presentes, lembram que contei dias desses que fui convidada pra passar um dia no spa, conhecendo a nova linha da Rishon? O encontro aconteceu domingo – olha que jeito gostoso de encerrar uma semana super movimentada – e eu adorei a experiência, cheia de novidades pra mim. Depois conto como foi por lá, combinado?

 

Não é milagre, é maquiagem!

Adoro maquiagem. Gosto tanto que chega a ser perigoso, sabe? Basta saber de alguma novidade que eu não sossego até experimentar. Então imagina o nível de curiosidade de uma makemaníaca depois de assistir a um vídeo em que o modelo (inteiramente tatuado) tem todos os seus desenhos cobertos com a ajuda de uma base? Não demorou muito e eu tava na internet, visitando as lojas gringas em busca de um tubinho pra chamar de meu.

 

 

A base Dermablend tem uma concentração de pigmentos duas vezes maior do que uma base tradicional e promete fixação de 12 horas. A textura é super leve, do tipo que não pesa nadinha na pele. Tudo isso sem perfume, com acabamento natural e uma sensação super confortável.

De todas as bases que eu já usei, essa tem realmente a melhor cobertura, e o fato de não ter perfume é um ponto super positivo pra mim. Mas como nada é perfeito, bora pros pontos negativos: ela transfere um bocado (o que torna difícil a promessa de alta fixação), mas a gente consegue resolver isso com uma camada de pó translúcido (e mais algumas camadas ao longo do dia, se a sua pele for oleosa).

 

Apesar de super leve, ela não chega a ser a base mais sequinha do mundo, sabe? Segura bem a oleosidade, mas não faz milagres, principalmente em dias quentes. Li por aí que ela rende um bocado, mas acho que não terei essa sorte, já que – pra conseguir uma cobertura das boas – o melhor jeito que encontrei de aplicar o produto na pele foi com as mãos.

 

A base não é vendida no Brasil, apenas na Europa. Consegui comprar de uma vendedora no Mercado Livre que foi super legal e fez com que a minha encomenda viajasse da Alemanha ao Brasil em menos de vinte dias, mesmo com a greve dos Correios. O preço? Salgadinho: R$ 120.

 

Usei o produto poucas vezes, mas tô bem satisfeita, viu? Resta saber quanto tempo o potinho vai durar por aqui, pra decidir se faço um novo investimento ou parto pra outra!

 

Quando mais é mais

Elas pularam das passarelas internacionais pros pescoços das fashionistas. Já marcaram presença em vários sites de streetstyle e podem ser encontradas na fast fashion mais perto de você (oba!).  Anota aí: a maxi corrente ainda vai te pegar de jeito!

 

 

Tem pra todo mundo: as delicadas podem usar uma correntinha apenas (correntinha é jeito de falar, tá? Quanto mais larga, melhor!). As ousadas podem abusar das misturas e mandar ver no mix de correntes. Vale misturar os tipos (ouro + prata), as espessuras e os estilos (correntes + pérolas, por exemplo).

 

 

Como toda novidade, há quem ache estranho e torça o nariz pra tanta informação. Mas basta uma olhar mais carinhoso pra perceber que a maxi corrente pode ser um acessório de peso – literalmente! – em um look basiquinho.

Eu adorei – e aderi – a tendência. Quem vem comigo?